Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um Homem Na Cozinha


Sábado, 18.05.13

Bolo de Laranja

 

No passado mês de Dezembro de 2012, a minha mãe resolveu presenteá-la a si mesmo – e também a nós cá de casa – com uma maravilhosa Bimby, o super robot de cozinha que faz tudo e que praticamente já não conseguimos viver sem ela. Eu pelo menos falo por mim! A Bimby já faz parte da minha vida e ela agora está sempre presente em quase todas as refeições que faço. Uso-a todos os dias nem que seja apenas para fazer um delicioso sumo ou batido para tomar logo de manha.

 

Para já não vou aproveitar este artigo para falar exaustivamente da Bimby, pois isso poderá ser numa outra oportunidade. O que vou aqui fazer neste artigo é partilhar com vocês o primeiro bolo que fiz na Bimby logo no dia em que ela chegou até nós. O bolo não foi a primeira coisa que fizemos no nosso brinquedo novo, mas foi sem dúvida a segunda. Primeiro e juntamente com a senhora que veio aqui fazer a demonstração da Bimby, fizemos uma deliciosa sopa – e hoje em dia só fazemos sopa na Bimby. Só depois é que resolvi dar uso a ela para testar a capacidade de fazer bolos pois andava com um pé atrás em relação a isso mas como em todas as funcionalidades da Bimby, ela surpreendeu-me pela positiva.

 

Fiquem então com a receita deste delicioso Bolo de Laranja – receita essa que faz parte do Livro Base da Bimby:

 

Vamos precisar de:

 

1 laranja inteira (casca fina)

Sumo de 2 laranjas

250 g açúcar

100 g óleo

4 ovos

300 g farinha

2 c. chá de fermento em pó p/ bolos

 

Depois de pré-aquecer o forno a 180 o, coloquei no copo a laranja inteira com mais o sumo de uma laranja. Programei 15 Seg / Vel 9.

 

Juntei o açúcar, o óleo, os ovos e programei 2 Min / 37 o / Vel 4.

 

Adicionei a farinha, o fermento e programei mais 15 Seg / Vel 3.

 

Coloquei o preparado numa forma já untada com manteiga e polvilhada com farinha e levei ao forno durante cerca de 30 minutos.

 

Assim que esteve pronto, desenformei, deixei arrefecer e reguei o bolo com sumo de laranja.

 

No meu caso eu optei por cobrir o bolo com um pouco de açúcar em pó (também feito na Bimby) e acreditem, o resultado para além de visualmente ter sido do meu agrado, o bolo estava mesmo muito bom. Confesso que inicialmente achei estranho usar para o bolo uma laranja inteira com casca mas quem depois provou o bolo, nem se apercebeu que a casca também estava presente.

 

E este foi então o primeiro bolo – de muitos – que fiz na Bimby e se tu também tens a ajuda dessa máquina preciosa na tua cozinha, arrisca um dia em fazer esse bolo. Eu acho que irão gostar…

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha

Sábado, 18.05.13

Adivinhem o que eu fiz... [2]

 

Cá estou eu com mais um desafio onde o objectivo é tentarem adivinhar o que eu fiz com os ingredientes aqui apresentados: farinha, água, pimentos, chouriço, carne picada, banha de porco, cenoura, cebola e alho. Será que consegues adivinhar? À partida, com esses ingredientes nós podemos fazer muitas coisas mas eu irei dar algumas dicas. Aquilo que fiz hoje e que foi perfeito para o meu almoço, é algo que se não me engano, é muito apreciado pelos mexicanos. Posso também dizer que aquilo que fiz hoje é algo que actualmente está à venda no McDonald’s como substituto do hambúrguer. Será que agora consegues adivinhar??

 

A resposta a esta adivinha estará aqui disponível já amanha e é nessa altura que irei dar-vos uma receita simples, para fazerem algo delicioso.

 

[Actualização: já podem ver a resposta aqui...]

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha

Sábado, 18.05.13

Já sabes o que vai ser o teu almoço?

 

E que tal um bocadinho deste Empadão de Carne para o vosso almoço?? Seria bom não seria? Então comecem já a arregaçar as mangas para começarem a fazê-lo.

 

 

Este Empadão de Carne, que já foi feito há algum tempo, é delicioso, é rápido de fazer e prometo que em breve irei deixar aqui a sua receita se bem que, para fazê-lo não é preciso saber muito.

 

Infelizmente e apesar das horas o meu almoço ainda não está pronto mas vou já tratar de providenciar isso. Não será o empadão que irei fazer hoje mas como até tenho carne picada no frigorífico, vou improvisar algo rápido para comer.

 

Bom almoço!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha

Sábado, 18.05.13

Cookies

 

Sim! Eu sei que não devia estar a abusar nos doces até porque estou mesmo proibido de os comer mas às vezes não consigo evitar. E se há coisa que eu tenho que começar a parar é com o vício de ir para a cozinha (fazer algo) sempre que estou aborrecido e não tenho nada para fazer. E ontem foi isso mesmo que aconteceu. Estava aborrecido, não tinha vontade nenhuma de fazer nada no computador, como sempre não dava nada de jeito na TV e por isso, lá fui eu. Vi que tipo de ingredientes tinha na cozinha e já que não tinha nada para comer para o lanche, resolvi fazer umas deliciosas Cookies e será que ontem conseguiste adivinhar que era isso mesmo que eu ia fazer??

 

Esta foi a segunda vez que fiz estas bolachinhas e a receita eu fui retirá-la à revista nº 25 da Bimby (de Dezembro de 2012). A revista tem óptimas receitas e esta é uma delas. E como da primeira vez que fiz gostei muito, optei por voltar a fazer e o resultado foi uma vez mais maravilhoso. Adorei! E como estes Cookies são muito fáceis (e rápidos) de fazer e como nem chega a ser necessário muitos ingredientes, vou agora partilhar a receita caso queiram fazer um dia desses.

 

 

Vais precisar de:

 

80 g manteiga

1 ovo

130 g farinha

½ c. chá de fermento em pó p/ bolos

1 pitada de sal

50 g açúcar

50 g açúcar amarelo

60 g pepitas de chocolate

 

Depois de pré-aquecer o forno a 150 o, coloquei no copo a manteiga e o ovo e deixei bater 30 seg / Vel 3.

 

Adicionei a farinha, o fermento, o sal, os açúcares e as pepitas de chocolate e deixei amassar 20 seg / Opção Espiga.

 

Por fim, num tabuleiro forrado com papel vegetal, fui colocando com a ajuda de um saco de pasteleiro, pequenas porções de massa, deixando cerca de 3 cm de distância entre elas. Levei ao forno a 150 o durante cerca de 12 minutos.

 

Como deu para perceber na foto de ontem, em que desafiei-vos a adivinharem o que estive a fazer, eu para esta receita não cheguei a usar as pepitas de chocolate que sei que existem à venda em algumas lojas. Como já tinha aqui em casa uma barra de chocolate para culinária, optei por usar esse mesmo chocolate. Parti-os aos pedaços e depois coloquei na Bimby para num segundo de Turbo, transformar os pedaços em pepitas. E tu podes fazer o mesmo. Não sei quanto custa um pacote de pepitas de chocolate mas com certeza deve ser bem mais caro do que uma simples barra de chocolate.

 

 

Como achei que seria um desperdício ligar o forno para fazer apenas uma dose de Cookies, optei por fazer logo uma dose extra. Sendo assim, com apenas dois ovos, pouca farinha e pouco açúcar, lá consegui fazer cerca de umas 40 bolachinhas. Deu para o meu lanche de ontem, vai dar para o meu lanche de hoje e com certeza vai dar para a semana toda.

 

Em pouco tempo na cozinha eu gastei pouco e fiz muito. E de uma coisa eu posso garantir-vos, estes meus Cookies ficaram bem mais deliciosos dos que se vendem em pacotes nas lojas. Vais querer experimentar??

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha

Sexta-feira, 17.05.13

Adivinhem o que eu fiz... [1]

 

Só precisei de farinha, fermento em pó para bolos, ovo, manteiga, açúcar (normal e amarelo) e chocolate. Isso foi o suficiente para fazer algo mas… o que eu pretendo é que descubras o que fiz. Será que és capaz de adivinhar? Eu dou umas dicas. Aquilo que fiz é ideal para o lanche e se for a acompanhar um bom chá, a combinação chega a ser perfeita. E num tempo como o de hoje, em que chove e faz frio, sabe mesmo bem beber um chá a comer umas deliciosas…

 

A resposta a essa adivinha está aqui...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha

Sexta-feira, 17.05.13

Bolo Dia da Mãe

 

No passado dia 5 de Maio como todos sabem foi o Dia da Mãe e como tal, nesse dia dedicado às Mães, muitos são os filhos que adoram presenteá-las com algumas prendinhas, sejam elas ramos de flores, bombons, um almoço fora de casa, enfim… Na hora de encher de mimos aquela que é tudo para nós, tudo é válido!

 

Nesse dia, tanto eu como a minha irmã resolvemos levar a minha mãe a passear na Ribeira das Naus em Lisboa. Essa zona entre Cais do Sodré e o Terreiro do Paço foi inaugurada há bem pouco tempo e nós ainda não tínhamos tido a oportunidade de ir visitá-la. O dia estava muito bonito, aquela zona é muito agradável para passear e com toda a certeza tivemos uma óptima tarde nesse Dia da Mãe mas… Antes mesmo do passeio, resolvi presentear a minha mãe com um bolinho simples, rápido de fazer e que soube mesmo bem como sobremesa depois de um almoço agradável em família. Na falta de inspiração para dar um nome ao bolo, eu simplesmente resolvi chama-lo de Bolo Dia da Mãe e vou agora partilhar com vocês a receita. No entanto é importante referir que a receita do bolo é inspirada na receita de Pão-de-Ló que está presente no Livro Base da Bimby e todo este Bolo Dia da Mãe foi feito através da minha grande amiga Bimby. Aliás, ao longo dos dias e em futuras publicações, irão perceber que eu e a Bimby andamos de mãos dadas muitas vezes. Ela é neste momento uma amiga inseparável e esta sempre presente na hora de ajudar. Mas para quem não tiver a Bimby e mesmo assim quiser experimentar fazer este bolo, pode tentar fazê-lo na mesma recorrendo à tradicional batedeira – que foi o que fiz há uns dias atrás num outro bolo e em breve irei apresentar o resultado final.

 

Mas vamos à receita:

 

Vais precisar de:

 

4 ovos

220 g açúcar

110 g Farinha

1 c. chá de fermento em pó p/ bolos

400 g natas frescas

200 g queijo creme (Philadelphia)

5 c. sopa de açúcar p/ o chantilly

Morangos q.b.

 

Sempre que damos início à preparação de um bolo, convém sempre pré-aquecer o forno e neste caso não foi excepção. Pré-aqueci o forno a 180o e depois arregacei as mangas para fazer o bolo.

 

Coloquei a “borboleta” no copo da Bimby e lá coloquei os ovos, o açúcar e programei 9 min / 37o / Vel 3;

 

Juntei depois a farinha, o fermento e programei 20 seg / Vel 3;

 

Deitei todo o preparado numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha e levei ao forno cerca de 30 minutos.

 

Depois do bolo estar no forno, dei inicio à preparação do chantilly. Na Bimby, coloquei a “borboleta”, as natas, o açúcar e programei 2 min / Vel 3 ½;

 

Depois das natas estarem firmes, juntei o queijo Philadelphia, mexi por mais uns segundos e guardei o preparado no frigorífico.

 

Assim que o bolo já estava pronto e arrefecido, cortei o bolo ao meio na horizontal e recheei o bolo com uma parte do chantilly e alguns morangos cortados às fatias finas.

 

Por fim, com o restante chantilly, cobri todo o bolo e enfeitei com os morangos cortados às fatias.

 

Nota: Na minha opinião a Bimby não é a maquina mais apropriada para fazer chantilly pois sempre que tento bater ali às natas, a coisa nunca funciona. As natas nunca ficam firmes e foi o que aconteceu neste caso. Tudo ficou demasiado líquido e não era este o resultado esperado. Isso já havia acontecido em outras situações e por isso, de futuro, sempre que quiser bater as natas vou dar uso à tradicional batedeira de bolos.

 

Como dá para perceber o bolo foi feito em muito pouco tempo e estava super delicioso, bem fresquinho e impossível de comer apenas uma única fatia…

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha

Quinta-feira, 16.05.13

Sushi feito em casa - A primeira vez...

 

E resolvi começar este Um Homem Na Cozinha com uma das iguarias que eu mais gosto de comer. Devo confessar que por vezes, em certos aspectos (na alimentação) eu sou um tipo muito esquisito mas no que toca à Comida Japonesa, eu não sou nada mas mesmo nada esquisito. Adoro a Comida Japonesa e por mim, eu estaria sem exagero a comer Sushi todos os dias. Como há uma enorme variedade de Sushi, eu podia todos os dias experimentar coisas diferentes e isso seria muito bom. Mas como uma ida a um Restaurante Japonês não é propriamente a coisa mais barata que existe no momento, para alguém que já está desempregado há já algum tempo, torna-se quase impossível ir a um desses restaurantes. No entanto, como sou mesmo muito fanático por essa comida, no domingo passado resolvi trazer a comida japonesa até à minha cozinha. Ou melhor! Resolvi transformar a minha cozinha em um Restaurante Japonês e o resultado foi bastante agradável.

 

 

Há já imenso tempo que andava a pensar nessa possibilidade de ser eu próprio a fazer o Sushi para eu comer. Sabia que nos grandes hipermercados iria encontrar tudo o que fosse necessário para criar o meu próprio Sushi e por isso, há uns dias atrás entrei no Continente do Oeiras Parque e lá comprei um pacote de arroz próprio para Sushi, comprei ainda algumas folhas de algas, sementes de sésamo e vinagre de arroz. No total não devo ter pago mais de 12€ e tendo em conta de que no final, todos essas compras irão dar para uma grande quantidade de Sushi, não posso dizer que tenha sido caro. Muito pelo contrário! Não consegui foi comprar salmão porque na altura já não tinha dinheiro que chegasse mas mesmo sem o salmão, resolvi aventurar-me e quem tem atum em casa, praticamente tem tudo e nunca morre à fome.

 

Ah! Também através das lojas dos chineses comprei uma esteira para depois enrolar o sushi e comprei pauzinhos pois para mim não faz muito sentido comer sushi com talheres. Tudo isso também não chegou a 2€ e sendo assim, quem quiser um dia experimentar fazer o sushi em casa de forma rápida e barata, acho que deviam começar a pensar nessa possibilidade.

 

 

De momento não vou aqui explicar todo o processo que segui na hora da criação do Sushi e isso porque tenciono em breve repetir esta experiência já com uma outra variedade de ingredientes (salmão, camarão, abacate, manga, etc.). No entanto, aquilo que irei dizer para já é que apesar de meio pobrezinhos, o meu sushi estava uma verdadeira delícia. Adorei o resultado final no que diz respeito ao sabor mas no aspecto visual não fiquei lá muito satisfeito. Infelizmente, apesar dos rolos de sushi terem ficado perfeitos, na hora de corta-los foi uma tarefa quase impossível. Como as facas que tenho aqui em casa não cortam nada de jeito, elas em vez de cortar os rolos, estavam a esmaga-los por completo e isso fez com que não ficassem propriamente bonitos. Mas não faz mal! O importante é que adorei esta experiência! Eles estavam maravilhosos e como eram muitos deu para o jantar e para o almoço do dia seguinte. E fica já aqui a promessa de que em breve podem ter a certeza que irei voltar a falar de Sushi aqui no blog e quando isso acontecer, aí sim irei explicar-vos com mais detalhes como é que os fiz.

 

 

E vocês?! Gostam de Sushi? Sei que infelizmente através das fotos não conseguem saber se estão bons ou não mas só de olhar para eles o que é que acharam? Não seria giro vocês experimentarem fazer nas vossas casas? Pois se eu que sou eu consegui fazer, tenho a certeza que tu também irás conseguir.

 

E agora que estamos já na hora do jantar, fiquei mesmo com uma enorme vontade de voltar a transformar a minha cozinha num Restaurante Japonês…

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha

Quinta-feira, 16.05.13

Bem-vindo...

 

Para uma pessoa como eu, que adora cozinhar, fazia todo o sentido criar um blog não só para mostrar o que faço de vez em quando na cozinha como também para falar um pouco dos meus prazeres culinários. Hoje em dia até parece que esta na moda ter um blog com esta temática, pois já são muitos os blogs espalhados pela net onde várias são as pessoas que resolve mostrar os seus dotes culinários. Eu até que nem sou uma pessoa para seguir modas mas depois de acompanhar alguns desses blogs, cheguei à conclusão de que eu também teria condições para fazer algo parecido. Por isso, depois de muito pensar, resolvi arregaçar as mangas e criar este Um Homem Na Cozinha, um blog onde também eu irei dar a conhecer ao mundo, os meus dotes culinários e fazer com que alguns de vocês, fiquem com água na boca só de espreitar esta nova delicia.

 

Neste novo blog, sempre que possível irei colocar algumas fotos dos pratos que irei confeccionar nos próximos dias. Como não sou propriamente um fotógrafo de mão cheia, devo admitir que muitas das fotos poderão não ter a melhor qualidade mas talvez isso não seja o mais importante. O que aqui vai contar é a possibilidade de mostrar o que faço, como faço e qual o resultado final dessas minhas experiencia na hora da degustação. Vai ser difícil convidar-vos a experimentarem as minhas iguarias através da internet mas em muitos dos casos, eu vou tentar fazer os possíveis para colocar aqui as receitas para que todos aqueles que venham a acompanhar este blog, possam fazer o mesmo que eu e assim, aventurarem-se na cozinha.

 

Antes de inaugurar da melhor forma este novo espaço na blogosfera, vou aproveitar o momento para falar um pouco sobre mim. Como já devem ter percebido, o meu nome é Ermelindo Lopes, tenho 32 anos e apesar de ao longos dos anos já ter administrado vários blogs, esta é a primeira vez que faço um deste género. E faço-o pela razão que mencionei logo no início. Eu adoro cozinhar e isso é algo que já vem de longe. Sem exagero, desde muito pequeno que eu tenho a paixão pela cozinha e com toda a certeza posso afirmar que essa paixão deve-se ao facto da minha mãe ser uma cozinheira de primeira. Ela pode não ser conhecida a nível nacional, pode não ter nenhum restaurante com o seu nome nem mesmo nenhum programa de televisão mas de uma coisa eu tenho a certeza, a minha mãe é a melhor cozinheira do mundo. Sim! Eu sei que sou suspeito ao afirmar isso mas também posso garantir-vos que não digo isso só por ela ser a minha mãe. Ela é realmente uma grande Chef de Cozinha e como desde muito novo eu acompanho o trabalho da minha mãe, o bichinho de vir a ser um grande cozinheiro como ela sempre esteve presente em mim. Infelizmente nunca cheguei a exercer a profissão dela e todas as coisas que faço na cozinha têm apenas a aprovação da minha família. Confesso que por vezes, o sonho de criança de vir a ser um cozinheiro como ela ainda é algo que me faz pensar na vida mas… Enfim! Quem sabe se um dia esse sonho não venha mesmo a ser realizado. Para já e como se de uma aventura se tratasse, vou ser Um Homem Na Cozinha e dar-vos a conhecer o meu dia-a-dia em termos culinários.

 

Espero que estejam todos a postos para as delicias que aí vêem e caso depois queiram entrar em contacto comigo para dar sugestões, partilhar opiniões ou quem sabe receitas, o meu email está sempre disponível para todos vocês. Escrevam-me sempre que quiserem para homemnacozinha@sapo.pt.

 

Agora sim! Vou dar início a este novo blog…

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Arquivo

2013


Comentários recentes

  • Cláudia

    Olá,Derreteu a manteiga antes de adicionar às bola...

  • hELENA MOTA CORREIA

    A receita é simples e de fácil execução.

  • Anónimo

    Gostei muito, simples e muito gostosa.obrigada pel...

  • R

    A receita é simples e os resultados, deliciosos! F...

  • Paulo Fernandes

    Olá Ermelindo!Parabéns pelo seu blog! É ótimo! As ...