Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um Homem Na Cozinha


Segunda-feira, 20.05.13

Diferenças entre a Bimby e a batedeira tradicional, na hora de fazer um bolo

 

Lembram-se de eu já aqui ter falado do Bolo Dia da Mãe? Pois bem! No outro dia, resolvi pegar na mesma receita desse bolo e em vez de fazê-lo na Bimby, resolvi fazê-lo através da tradicional batedeira. E porque é que eu fiz isso? Bem! Apesar de eu considerar a Bimby excelente para tudo, acho que ela não é propriamente a mais indicada para a confecção de bolos. Eu já fiz vários através da Bimby. Sempre gostei do resultado mas para ser sincero, gosto muito mais do resultado final quando ele é batido através da batedeira. A principal e grande diferença que eu vejo ao comparar um bolo feito com a Bimby e um outro feito no modo normal é que nesta segunda opção os bolos ficam bem mais fofinhos. A nível de sabor nada se altera mas entre comer um bolo com uma consistência dura e um outro com uma consistência mais fofinha, eu sem dúvida alguma que prefiro essa segunda opção. Por isso, quando resolvi pegar na mesma receita e fazer um outro bolo mas de forma diferente – primeiro bati os ovos com o açúcar através da batedeira e depois com a colher, envolvi lentamente a farinha e o fermento – cheguei à conclusão de que o bolo ficou bem melhor do que da outra vez. Acho que a partir de agora, quando optar por fazer um bolo, não vou querer bater os ovos na Bimby e nem mesmo juntar a farinha com a Bimby. Acho que vou mesmo preferir fazê-lo do mesmo modo que fazia antigamente.

 

 

Mas comparando este bolo com o Bolo Dia da Mãe, o facto de este ter ficado mais fofinho que o outro não é a única diferença entre eles. Aliás, outras grandes diferenças saltam à vista! O outro era coberto com natas (e queijo Philadelphia) e este foi coberto com pasta de açúcar, onde depois acrescentei umas florzinhas (também em pasta de açúcar) como decoração. O aspecto final até nem ficou mau. Apesar das muitas imperfeições – pois eu não sou de modo algum um expert a trabalhar com a pasta de açúcar – o bolo até ficou bonito. Foi uma ligeira experiência que resolvi fazer e fiquei satisfeito com o resultado final.

 

Infelizmente, no que toca ao sabor, o resultado já não foi aquele que eu esperava. O bolo em si estava muito bom mas depois, de forma a recheá-lo, fiz um creme de pasteleiro (com a receita do Livro Base da Bimby). Por erro da minha parte, acabei por colocar quase a casca de uma laranja inteira e de um limão também. Conclusão, o sabor do creme ficou demasiado intenso, demasiado enjoativo e isso a combinar com a pasta de açúcar… enfim, não foi propriamente a melhor combinação possível. Mas numa próxima vez, tenho a certeza que irei fazer o recheio do bolo de uma outra forma.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha

Sábado, 18.05.13

Bolo de Laranja

 

No passado mês de Dezembro de 2012, a minha mãe resolveu presenteá-la a si mesmo – e também a nós cá de casa – com uma maravilhosa Bimby, o super robot de cozinha que faz tudo e que praticamente já não conseguimos viver sem ela. Eu pelo menos falo por mim! A Bimby já faz parte da minha vida e ela agora está sempre presente em quase todas as refeições que faço. Uso-a todos os dias nem que seja apenas para fazer um delicioso sumo ou batido para tomar logo de manha.

 

Para já não vou aproveitar este artigo para falar exaustivamente da Bimby, pois isso poderá ser numa outra oportunidade. O que vou aqui fazer neste artigo é partilhar com vocês o primeiro bolo que fiz na Bimby logo no dia em que ela chegou até nós. O bolo não foi a primeira coisa que fizemos no nosso brinquedo novo, mas foi sem dúvida a segunda. Primeiro e juntamente com a senhora que veio aqui fazer a demonstração da Bimby, fizemos uma deliciosa sopa – e hoje em dia só fazemos sopa na Bimby. Só depois é que resolvi dar uso a ela para testar a capacidade de fazer bolos pois andava com um pé atrás em relação a isso mas como em todas as funcionalidades da Bimby, ela surpreendeu-me pela positiva.

 

Fiquem então com a receita deste delicioso Bolo de Laranja – receita essa que faz parte do Livro Base da Bimby:

 

Vamos precisar de:

 

1 laranja inteira (casca fina)

Sumo de 2 laranjas

250 g açúcar

100 g óleo

4 ovos

300 g farinha

2 c. chá de fermento em pó p/ bolos

 

Depois de pré-aquecer o forno a 180 o, coloquei no copo a laranja inteira com mais o sumo de uma laranja. Programei 15 Seg / Vel 9.

 

Juntei o açúcar, o óleo, os ovos e programei 2 Min / 37 o / Vel 4.

 

Adicionei a farinha, o fermento e programei mais 15 Seg / Vel 3.

 

Coloquei o preparado numa forma já untada com manteiga e polvilhada com farinha e levei ao forno durante cerca de 30 minutos.

 

Assim que esteve pronto, desenformei, deixei arrefecer e reguei o bolo com sumo de laranja.

 

No meu caso eu optei por cobrir o bolo com um pouco de açúcar em pó (também feito na Bimby) e acreditem, o resultado para além de visualmente ter sido do meu agrado, o bolo estava mesmo muito bom. Confesso que inicialmente achei estranho usar para o bolo uma laranja inteira com casca mas quem depois provou o bolo, nem se apercebeu que a casca também estava presente.

 

E este foi então o primeiro bolo – de muitos – que fiz na Bimby e se tu também tens a ajuda dessa máquina preciosa na tua cozinha, arrisca um dia em fazer esse bolo. Eu acho que irão gostar…

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha

Sexta-feira, 17.05.13

Bolo Dia da Mãe

 

No passado dia 5 de Maio como todos sabem foi o Dia da Mãe e como tal, nesse dia dedicado às Mães, muitos são os filhos que adoram presenteá-las com algumas prendinhas, sejam elas ramos de flores, bombons, um almoço fora de casa, enfim… Na hora de encher de mimos aquela que é tudo para nós, tudo é válido!

 

Nesse dia, tanto eu como a minha irmã resolvemos levar a minha mãe a passear na Ribeira das Naus em Lisboa. Essa zona entre Cais do Sodré e o Terreiro do Paço foi inaugurada há bem pouco tempo e nós ainda não tínhamos tido a oportunidade de ir visitá-la. O dia estava muito bonito, aquela zona é muito agradável para passear e com toda a certeza tivemos uma óptima tarde nesse Dia da Mãe mas… Antes mesmo do passeio, resolvi presentear a minha mãe com um bolinho simples, rápido de fazer e que soube mesmo bem como sobremesa depois de um almoço agradável em família. Na falta de inspiração para dar um nome ao bolo, eu simplesmente resolvi chama-lo de Bolo Dia da Mãe e vou agora partilhar com vocês a receita. No entanto é importante referir que a receita do bolo é inspirada na receita de Pão-de-Ló que está presente no Livro Base da Bimby e todo este Bolo Dia da Mãe foi feito através da minha grande amiga Bimby. Aliás, ao longo dos dias e em futuras publicações, irão perceber que eu e a Bimby andamos de mãos dadas muitas vezes. Ela é neste momento uma amiga inseparável e esta sempre presente na hora de ajudar. Mas para quem não tiver a Bimby e mesmo assim quiser experimentar fazer este bolo, pode tentar fazê-lo na mesma recorrendo à tradicional batedeira – que foi o que fiz há uns dias atrás num outro bolo e em breve irei apresentar o resultado final.

 

Mas vamos à receita:

 

Vais precisar de:

 

4 ovos

220 g açúcar

110 g Farinha

1 c. chá de fermento em pó p/ bolos

400 g natas frescas

200 g queijo creme (Philadelphia)

5 c. sopa de açúcar p/ o chantilly

Morangos q.b.

 

Sempre que damos início à preparação de um bolo, convém sempre pré-aquecer o forno e neste caso não foi excepção. Pré-aqueci o forno a 180o e depois arregacei as mangas para fazer o bolo.

 

Coloquei a “borboleta” no copo da Bimby e lá coloquei os ovos, o açúcar e programei 9 min / 37o / Vel 3;

 

Juntei depois a farinha, o fermento e programei 20 seg / Vel 3;

 

Deitei todo o preparado numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha e levei ao forno cerca de 30 minutos.

 

Depois do bolo estar no forno, dei inicio à preparação do chantilly. Na Bimby, coloquei a “borboleta”, as natas, o açúcar e programei 2 min / Vel 3 ½;

 

Depois das natas estarem firmes, juntei o queijo Philadelphia, mexi por mais uns segundos e guardei o preparado no frigorífico.

 

Assim que o bolo já estava pronto e arrefecido, cortei o bolo ao meio na horizontal e recheei o bolo com uma parte do chantilly e alguns morangos cortados às fatias finas.

 

Por fim, com o restante chantilly, cobri todo o bolo e enfeitei com os morangos cortados às fatias.

 

Nota: Na minha opinião a Bimby não é a maquina mais apropriada para fazer chantilly pois sempre que tento bater ali às natas, a coisa nunca funciona. As natas nunca ficam firmes e foi o que aconteceu neste caso. Tudo ficou demasiado líquido e não era este o resultado esperado. Isso já havia acontecido em outras situações e por isso, de futuro, sempre que quiser bater as natas vou dar uso à tradicional batedeira de bolos.

 

Como dá para perceber o bolo foi feito em muito pouco tempo e estava super delicioso, bem fresquinho e impossível de comer apenas uma única fatia…

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Homem na Cozinha


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031


Arquivo

2013


Comentários recentes

  • Cláudia

    Olá,Derreteu a manteiga antes de adicionar às bola...

  • hELENA MOTA CORREIA

    A receita é simples e de fácil execução.

  • Anónimo

    Gostei muito, simples e muito gostosa.obrigada pel...

  • R

    A receita é simples e os resultados, deliciosos! F...

  • Paulo Fernandes

    Olá Ermelindo!Parabéns pelo seu blog! É ótimo! As ...